quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Ave azul

Às quatro da manhã, arranco

ervas daninhas do arrozal.

Mas que é isto: orvalho do campo,

ou lágrimas de dor?


Herberto Helder, "Arrozal de Madrugada"

(ost = by Marina)

2 comentários:

Blognote disse...

Che bei colori intensi! Bravissima!

marina vicari lerario disse...

Grazie. E la Puglia, Bari, come và? Saluti da São Paulo.